quinta-feira, 26 de julho de 2007

Pedro Paixão - Ladrão de Fogo

A minha recente escolha, como livro de mesinha de cabeceira, foi o "Ladrão de Fogo" de Pedro Paixão. Nunca tinha lido nada deste autor, mas a partir de então será mais um escritor conceitoado da minha biblioteca.
Um livro fascinante que nos fala daquilo que pensamos possuir, mas que afinal nunca foi nosso. Um livro fenomenal que retrata um pouco da solidão derivada de consecutivas procuras do que sou eu, do que é o mundo e de todo o desconhecido que é a nossa vida.
Um livro estontenante sobre o que é afinal o amor, sobre muitas das contradições do mesmo e de como chegar a ele.
Perfeito para quem pensa que tudo sabe sobre amar, para quem pensa que tudo tem e que tudo poderá ter. Perfeito para pensar na nossa curta estadia neste mundo, visto que nos faz questionar "quererei ser mais um a fazer parte desta insignificante multidão?"

O amor não tem príncipio nem fim porque quem vive no seu presente vive na eternidade. O rosto do amor ao olhar-nos prende-nos a si para sempre. Nunca mais esquecemos o seu olhar infiltrante, feiticeiro, a insinuar-se e a impor a sua presença para todo o sempre. Nunca mais esquecemos as feições do amor, o corpo em que encarna, o toque mágico que primeiro dá à luz o nosso próprio corpo e depois o ressuscita vezes sem conta de cada vez que o acaricia na noite da vida. O amor é um animal selvagemque chega ate nós e ocupa cada ponto do nosso corpo, mais, toda a nossa vida. O seu poder de contaminação é total. Basta um só olhar. O amor é esse conflito prmanente e completo: liberta e agarra, é doçura e amargura, refaz e desfaz, ressuscita e adormece, faz-nos sonhar e confronta-nos com a realidade pura e dura, dá à luz. Mas também tem o poder de nos matar.

E quando chegamos à última página e somo confrontados com: só quando me livrar de mim, me livrarei de ti. Fez-me pensar...

Tenho dito, Helenita.

6 comentários:

Anónimo disse...

Ai!Os raios dos livros!
Queres ver uma coisa que te faça pensar? Vê o filme "The Secret", provavelmente vais achar uma grande fantochada, mas dali vais aprender o segredo para uma mudança...mas agora também há uma questão...precisas de uma mudança???ou melhor...queres uma mudança???
Um beijo de uma pessoa que te adora e que quer ver verdadeira felicidade esboçada na tua carinha laroca!*

Nuno disse...

Parece-me interessante o livro.. fala dum tema muito complexo como é o Amor. :?
Enfim... quem sabe um dia o leia :)

isa disse...

Procurei saber mais sobre a obra de Pedro Paixão...pelo que vou descobrindo parece-me que fala de sentimentos... não de qualquer sentimento, mas daqueles que evitamos, dos que nos (me) magoam quando os enfrentamos, ainda que seja dentro de nós (mim) próprios.
Vou ler mais!...

Hannah disse...

Este comentário ainda vai a tempo? :)

Pedro Paixão é um dos meus escritores preferidos e este livro é um dos melhores.

Aconselho a quem não conhece, ler pelo menos um livro, penso que vai ficar fã.

PS- Desculpa a intromissão no teu blog

Anónimo disse...

me fui de vacaciones a portugal descobri o O Pedro conprei O Mundo è tudo o Que Acontece y me indentifique tantissimo...fez-me meditar en muchas cosas,pensar en otras tantas..quiero leer muchos mas....

Anónimo disse...

obrigado pelas palavras.pp